Circo > Destaque

“Jonas e o Circo sem lona” é selecionado pelo IDFA


Período:

2015


Bairros:

Região Metropolitana de Salvador


Calendário:

Clique aqui para ver o calendário completo

Mais informações:

Filme Baiano concorre como melhor documentário no principal Festival do mundo na categoria


Jonas é um menino de 13 anos que sonha em manter vivo o circo que ele mesmo criou no quintal de sua casa, enquanto enfrenta o grande desafio de crescer. É desse argumento que parte o documentário “Jonas e o Circo sem Lona”, dirigido por Paula Gomes e produzido na Bahia pelo Coletivo Plano 3 Filmes, e agora selecionado para a FirstAppearanceCompetition do IDFA (InternationalDocumentaryFilm Festival Amsterdam) - o principal festival de documentários do mundo, que começa nesta quarta-feira, 18 de novembro, na capital da Holanda.


O anúncio foi feito no dia 9 de outubro e revelou ser “Jonas” o único latino-americano a concorrer com outras 14 produções de longa-metragem de diversos países pelos prêmios Best FirstAppearance e o SpecialJuryAward for FirstAppearance. O IDFA acontece entre 18 e 29 de novembro, em Amsterdã, onde já se encontram o protagonista do documentário, a diretora e toda a equipe da Plano 3. O filme baiano foi indicado também ao Best Female Directed Film, uma premiação independente que acontece dentro do IDFA, promovida pela associação AWFJ EDA (Alliance of Women Film Journalists EDA), que conta com juradas dos Estados Unidos, Inglaterra e Canadá.


Importantes nomes do cinema como Michael Moore, Werner Herzog, KazuoHara, Robert Kramer e UlrichSeidl já participaram do festival, que a cada ano traz novas descobertas de jovens cineastas, como os recentes Victor Kossakovksy, Sergei Dvortsevoy e YoavShamir.“Estamos, na Plano 3, muito contentes com a seleção. Esperamos que a partir dessa world premiere o filme possa percorrer um bonito caminho para chegar até o público”, comemora Paula Gomes o sucesso do seu primeiro longa.


“Jonas and the Backyard Circus” – versão em inglês para o título da obra, vai ser exibido em seis diferentes sessões ao longo do festival, a primeira delas nesta quinta-feira, 19/11, às 20h45. A programação completa está no site do festival: https://www.idfa.nl/industry/festival.aspx.


O FILME


"Jonas e o Circo sem Lona" foi filmado durante um ano na Região Metropolitana de Salvador e mostra o encontro entre a diretorae o personagem, Jonas Laborda, numa narrativa poética que reflete sobre o fim da infância e sobre o que fazemos com nossos sonhos quando crescemos. A diretora, Paula Gomes, conta como o processo começou:


Conheço a família de Jonas há muitos anos, quando em 2006 saí para fazer uma pesquisa sobre o circo itinerante no interior da Bahia. Nessa época, a família de Jonas ainda estava no circo e nos fizemos amigos. Um dia, recebi uma ligação do próprio Jonas pra assistir a uma apresentação do seu circo no quintal. E fui! Quando cheguei ali foi como se encontrasse, no sonho de Jonas, um espelho dos meus próprios sonhos... Acho que cada um carrega no peito seu próprio circo:o "meu circo" é o cinema. Foi a partir daí que comecei a escrever o argumento e então embarcamos nessa aventura junto com Jonas e pudemos acompanhar de perto seu desenvolvimento e as questões implicadas nisso.

O projeto foi realizado em distintas etapas, desde a concepção e início das filmagens – de forma independente de financiamento do estado ou qualquer patrocínio para a sua produção até a finalização, no começo do mês de outubro, na Argentina. Ao longo do processo, “Jonas” passou por alguns fóruns e mercados importantes no mundo, e conquistou prêmios e apoios que são da maior relevância para o circuito de documentários, como o DocMontevideo, DocBuenosAires, Atlantidoc e DocsBarcelona. Em alguns desses casos, a circulação e viagens foram possíveis graças ao apoio do Governo do Estado, por meio da aprovação no Edital de Mobilidade Artística, da Secretaria de Cultura.


“Dois aportes internacionais foram muito importantes para o resultado a que chegamos, o Prêmio TFI LatinAmerica Media ArtsFund, concedido pelo TribecaFilmInstitute (EUA) e o apoio do Bertha Foundation (Inglaterra)”, conta Paula. Em 2013, a etapa de pós-produção conquistou apoio do “Edital Arte em Toda Parte”, da Fundação Gregório de Matos (FGM).


"Jonas e o Circo sem Lona" foi apresentado ainda como work in progress, em 2014,no VisionsduRéel, outro grande festival de documentário em nível mundial, realizado em Nyon, na Suiça. Exibido em sessão fechada para curadores de festivais, distribuidores e representantes de canais, que opinam sobre a obra em processo, o filme ficou entre os quatro projetos selecionados.


“A execução desse filme foi um processo de grandes aprendizados”, avalia a diretora após a conclusão de seu primeiro longa. Ela acredita que os feedbacks sobre a produção ao longo do processo foram muito importantes para o resultado.“O filme foi mudando muito no decorrer das filmagens, por esse desafio que o documentário nos traz, de estarmos abertos ao que a realidade nos oferece”, observa.

O CIRCO


Jonas é um menino de 13 anos e o sonho de sua vida é manter vivo o circo que ele mesmo criou no quintal de sua casa. Ele nasceu em um pequeno circo itinerante no interior da Bahia. Mas, há alguns anos atrás, sua família decidiu abandonar o circo e se estabeleceu em um bairro da região metropolitana de Salvador. Jonas nunca se acostumou ao seu novo estilo de vida. Por isso, ele criou o seu próprio circo, um circo de verdade, no quintal de casa.


Para montar seu circo,ele reuniu objetos que sobraram do antigo circo da família: cadeiras velhas, pedaços de lona, trapézio. Ele também teve que ensinar aos meninos da vizinhança a serem artistas. Assim, o público apareceu e os espetáculos se converteram num sucesso no bairro.


Mas manter o circo vivo se tornou cada vez mais difícil. Jonas estava crescendo e a adolescência chegou impiedosamente, impondo novos desafios. Assim, enquanto o circo de Jonas vai desmoronando, ele vai percebendo sua impotência em mudar o final dessefilme, levando-nos a uma viagem em que vamos encontrar pelo menos uma grande pergunta: o que fazemos com nossos sonhos quando crescemos?

Apoio do Tribeca


O TribecaFilmInstitute (TFI) é uma organização de apoio às artes criada pelo ator norte-americano Robert de Niro, em Nova Iorque, a fim de apoiar contadores de histórias com forte potencial de inspirar mudanças em suas próprias comunidades e ao redor do mundo.Além de financiar parte da finalização de “Jonas e o Circo sem Lona”o TFI também acompanhou o projeto de perto, com consultoria artística e na busca de visibilidade para o filme dentro da indústria cinematográfica internacional.


Como parte das ações, a equipe daPlano 3 Filmes viajou a Nova York para participar do TFIFilmmaker Meetings. No evento, eles receberam treinamento para pitching e foram apresentados pelo Instituto a mais de 50 profissionais da indústria cinematográfica, em encontros onetoone, visando concretizar parcerias para a finalização, distribuição e exibição do filme. Na lista de reuniões,estiveram presents nomescomoAcademy of Motion Picture Arts and Sciences, Vimeo, HBO Documentary Films e The New York Times – Open Docs.


Segue o depoimento de José Rodriguez, gerente do DocumentaryProgramming, do TFI:


Para nós do Departamento de Documentários do TribecaFilmInstitute é um orgulho poder apoiar Jonas e o Circo sem Lona. Ryan Harrington, o Vice Presidente do ArtistPrograms do TribecaFilmInstitute, conheceu o projeto em 2012 e daí em diante fomos nos familiarizando com Paula, Haroldo, Ernesto e Marcos, através de outros projetos, como seu próximo documentário MEMENTO MORI. Desde a primeira vez que nos topamos com JONAS, nos comoveu muito o enfoque nostálgico que Paula implementa em sua narrativa, nos transportando a um mundo de fantasias onde o impossível é possível, e os sonhos podem se tornar realidade. Estamos muito emocionados com a presença de Paula e sua equipe aqui no Mercado do TFI durante o Festival de Tribeca, em Nova Iorque, e também em poder conectá-los com gente de indústria a nível internacional. De agora em diante, eles terão a Tribeca como colaboradores consistentes, e esperamos que a linda e emocionante historia de Jonas chegue a uma ampla audiência.