Circo

Resultados positivos confirmam a relevância do edital Arte em Toda Parte


Período:

Dez/2013 a Junho/2014


Bairros:

Salvador


Calendário:

Clique aqui para ver o calendário completo

Mais informações:

Lançado em 2013, a primeira edição do edital Arte em Toda Parte foi um sucesso. A ação contemplou 40 projetos, divididos em 10 categorias, que foram Linguagens Artísticas (Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Teatro, Música e Literatura), Festivais e Mostras de Arte e Cultura, Culturas Populares e Identitárias. Os recursos disponibilizados pela FGM somaram R$1,2 milhão. 

Ao todo, foram contemplados 66 bairros de Salvador, atingindo um público de cerca de 50 mil pessoas. Foram realizadas mais de 1300 atividades, como oficinas, shows musicais, festivais, seminários, bate-papos, exposições, publicação de livros, espetáculos de dança, circo, intervenções artísticas, saraus, publicação de site, entre outros.

A primeira edição do Arte em Toda Parte movimentou o mercado artístico da cidade, envolvendo mais de 200 profissionais de diferentes áreas culturais. Escolas públicas, teatros, centros culturais das comunidades, praças, ônibus, estações rodoviárias, igrejas, museus e bibliotecas foram palco para as atividades realizadas em todas as partes de Salvador.

 Confira abaixo o depoimento de proponentes que foram contemplados pelo edital Arte em Toda Parte.

 

Chicco Assis – Pra Te Lembrar do Badauê (Cultura Popular)

O edital Arte em Toda Parte possibilitou dar continuidade às comemorações pelos 35 anos do Afoxé Badauê, iniciadas pelo Cine Teatro Solar Boa Vista. O projeto Pra Continuar te Lembrando do Badauê contribuiu para reavivar na comunidade do Engenho Velho de Brotas os momentos áureos da existência do Afoxé Badauê, dos ensaios na Ladeira de Nanã e na Praça dos Artistas e dos memoráveis desfiles que o Badauê fazia no Canaval de Salvador entre as décadas de 70 e 80. 

O projeto possibilitou que aos mais jovens e às crianças conhecerem um pouco da história do próprio bairro, acessarem as suas próprias raízes culturais. Além das apresentações no próprio bairro. o projeto realizou uma apresentação na Praça Pedro Arcanjo, Pelourinho, onde a memória do Badauê foi levada para um público ainda mais amplo, formado por pessoas de outros bairros da cidade e também por turistas que estavam transitando pelo Pelourinho.

 

Rodrigo Figueredo – Conexão Barroquinha (Dança)

Fico muito feliz enquanto produtor cultural pela iniciativa do município em voltar a lançar editais de cultura e essa foi a primeira vez que conseguimos financiar um projeto por meio de edital público. Com os recursos captados, conseguimos remunerar bailarinos, coreógrafos e professores. A dança é uma atividade que requer muito esforço para se apresentar um trabalho de excelência. O Arte em Toda parte contribui para o desenvolvimento do mercado de dança.

 

Sandro Sussuarana – I Festival de Arte, Cultura e Concurso Literário de Poesia Sarau da Onça (Literatura)

O edital possibilitou a comemoração dos 3 anos do Sarau da Onça com a realização do primeiro festival e concurso literário. O resultado foi muito positivo porque o grupo já tem uma caminhada na comunidade e, com o projeto, conseguimos consolidar o nosso trabalho. O festival possibilitou uma maior integração entre o grupo e a comunidade, muita gente passou a nos conhecer depois do evento. Além disso, conseguimos grande visibilidade na mídia em geral, pois com os recursos captados, conseguimos contar um um bom trabalho de divulgação.